III Seminário da Bacia do Rio Doce

De WikiRioDoce
Ir para: navegação, pesquisa
Seminário do Fórum Permanente da Bacia do Rio Doce
Seminário Bacia do Rio Doce lado2.jpg

O rompimento da barragem de rejeitos de minério, Barragem do Fundão, ocorrido em Mariana em 5 de novembro de 2015 colocou o Brasil entre os países com os piores conflitos sócio ambientais do mundo. Diante de uma desafiante realidade, afim de reconstruírmos a Bacia do Rio Doce que queremos, estamos criando o Fórum Permanente da Bacia do Rio Doce, com a responsabilidade de viabilizar propostas e sinalizar caminhos propositivos.

Nos dias 18 e 19 de novembro estaremos discutindo as possibilidades diante a maior tragédia da mineração do Brasil.[1]

Programação[editar]

Sexta-feira, 18 de novembro
De 18h a 21:30h. Local: Estacionamento Pedra Negra, Praça da Catedral de Santo Antônio. Governador Valadares-MG.

Sábado, 19 de novembro De 8h a 20h. Local: Auditório do Colégio Ibituruna. Rua Israel Pinheiro, 2144, Centro, Governador Valadares-MG.

CARTA DO 3º SEMINARIO DA BACIA DO RIO DOCE[editar]

Nós, representantes da Província Eclesiástica de Mariana e das (Arqui) diocese de Vitoria e de Colatina, representantes dos movimentos sociais e populares, de entidades, comitês da sociedade civil, ativistas, ambientalistas e representantes, dos poderes executivo e legislativo, estivemos reunidos na cidade de Governador Valadares, nos dias 18 e 19 de novembro de 2016, para a realização do 3º Seminário: “Bacia do Rio Doce, responsabilidade de todos”.

Compartilhamos, com pronunciamentos, imagens e testemunhos, sobre as ações socioambientais em curso desenvolvidas pelas Igrejas, movimentos, entidades e Ministério Público no processo de defesa dos atingidos e mobilização em vista da revitalização da Bacia do Rio Doce.

Constatamos, com dor e indignação:

  • Que é difícil dizer, neste momento, com plena certeza, qual a extensão dos danos e em que proporção eles são reparáveis neste que é o maior crime socioambiental do pais e um dos maiores do mundo.
  • Que pouco foi feito diante do muito a se fazer e das respostas dadas até agora.
  • Que se faz necessário ampliar nossa ação e participação, somando forças na defesa de direitos, responsabilização criminal das empresas Samarco, Vale e BHP Billiton e para a revitalização da Bacia do Rio Doce.

Denunciamos, neste Seminário:

Com este seminário, implementamos o Fórum Permanente da Bacia do Rio Doce como espaço de articulação das forças socioambientais, no entorno desta Bacia, para estudo, denúncia, partilha de experiências e fortalecimento das ações que promovam a vida e a justiça, fomentem a conscientização e a mobilização em prol da revitalização da Bacia do Rio Doce. O que ocorre hoje na Bacia do Rio Doce reflete exatamente as palavras proferidas pelo Papa Francisco no III Encontro Mundial dos Movimentos Populares, em Roma.

“Então, quem governa? O dinheiro. Como governa? Com o chicote do medo, da desigualdade, da violência financeira, social, cultural e militar que gera cada vez mais violência numa espiral descendente que parece infinita. Quanta dor e quanto medo! Existe um terrorismo de base que provém do controle global do dinheiro na terra, ameaçando a humanidade inteira”.

“Desejo pedir a Deus nosso Pai que vos acompanhe e vos abençoe, que vos encha do seu amor e vos defenda no caminho dando-vos em abundância a força que nos mantém em pé e nos dá a coragem para cortar a cadeia do ódio: aquela força é a esperança”.

Não obstante a toda destruição e morte que presenciamos, renovamos nossas esperanças por dias melhores, de mais justiça, dignidade e respeito à vida humana e a vida no planeta e nosso compromisso de unir forças e atuar em prol da recuperação integral da Bacia do Rio Doce, nossa casa comum.

Governador Valadares, 19 novembro de 2016.

Entidades assinantes da Carta[editar]

Essa sessão pode ser complementada. ¿Quer ajudar?

Entidades participantes no Seminário[editar]

Essa sessão pode ser complementada. ¿Quer ajudar?

Ver também[editar]

Referências[editar]